[Alfarrábio] Desert Quest, uma lenda viva. (Parte 3)


alfarrabio

 

Hauopa Tibianos!

Preparados para mais um episódio da aventura de nosso jovem guerreiro? Ele encontrará a biblioteca há muito perdida?

Boa leitura!

 


 

Durante algum tempo nosso aventureiro acho uma boa ideia ter saído durante o amanhecer, mas isso se mostrou infrutífero, quando o dia rapidamente ficou o mais quente, seco e inebriante desde sua partida de Venore. Por vezes se esforçou para não cair nas tentações do deserto e em suas miraculosas miragens. Tentou se concentrar ao máximo em ir ao norte, cuja direção foi dado por Adrenius.

Nosso aventureiro decidiu parar um pouco, pegou a manta que embrulhava seus mantimentos, cujo foram cordialmente reabastecidos por Adrenius, juntou alguns galhos e sobre a areia do deserto fez um rápido e pequeno abrigo, principalmente para proteger-se do sol escaldante. E para levantar um pouco seu animo, decidiu cantar um trecho de uma famosa canção, essa sempre se escutava dos trovadores com suas belas harpas em tavernas de Venore à Carlin.

 

Oh, venha comigo cantar sobre
Olothontor, o Antigo.
Música em cativeiro deste solitário
ancião sob castigo.


Se você viver para ver
o nascer do sol de volta,
cante muito por amor,
perda e revolta.


Cante como você nunca
cantou antes em sua vida,
e se viver pode ser que seja
gentilmente demonstrada à saída.

 

Após descansar o que ele calculou ser 1 hora, olhou para o céu, recalculou o norte e se pôs a andar. Começou a andar, e durante algum tempo pensou ter errado o caminho, pensou que talvez Adrenius tivesse errado a direção, e lembrou que foi isso que o fez quase desistir antes de encontrar o servo de Fafnar, e disse para si mesmo que estava certo. Nesse momento quase que por mágica, em meio aquele escaldante sol, notou uma pequena diferença no horizonte, uma construção talvez?

Chegou mais perto e notou algumas paredes em declínio, quase teve um surto de alegria, não havia como conter as emoções que sentia naquele momento. Nada era tão bom quanto encontrar paredes acabadas e destruídas.

 

 Jakundaf Deserto_RuinasRuinas de Jakundaf

 

Tanta foi à emoção que quase tinha esquecido o motivo de tudo aquilo, os boatos estavam certos? Então se existia algumas ruinas, era provável ter alguma biblioteca, mas não havia nada, nem estantes ou livros, nem mesmo um sinal de que tal biblioteca existia. Em desespero pegou sua pá e revirou a terra em busca de resto de livros, pergaminhos ou qualquer coisa que indicasse que ali houvera uma biblioteca.

Em meio a toda aquela areia encontrou uma pequena pilha de pedras, cavando encontrou um buraco, e abaixo dele conseguiu ver uma sala, seria esse o local dos boatos? Bom, já havia encontrado as ruínas, e agora uma sala, era improvável que os boatos não fossem verdadeiros. Apressou-se em marcar em seu mapa o local e procurou algum modo de descer.

Encontro algumas pedras, pegou sua corda e amarrou-a com as pedras. Olhou bem para a sala que havia abaixa dele, a qual era muito alta para simplesmente pular, imaginou tudo que poderia haver lá em baixo. Sem muita pressa e com muito cuidado começou a descer com sua corda, quando já estava na metade, ouviu um estalo, seguido por uma sensação de pavor e medo repentino. Olhou para cima e sem acreditar viu sua corda desfiando, observou tudo como em câmera lenta, centímetro por centímetro sua corda desfiar, até que sem reação foi ao chão.

Já coberto de medo e pavor, levantou-se com o corpo coberto de areia e viu no chão sua mochila e um pedaço de sua corda, rapidamente pegou em sua mochila uma tocha e apressou-se em acendê-la.

 


 

O que nosso aventureiro encontrará na caverna? Não deixe de ler o próximo capítulo do Alfarrábio.

  • Isso vai ter 50 capítulos kkkkk
    A história é longa e até agora nem começou de fato heheh

  • Ghabriel

    Que tenha 50, 100 Capitulos…
    Essa historia da Desert Quest, me fez querer voltar a jogar tibia….
    Puroooo RPG.. FANTASTICOOOO

  • elton

    incrivel … muito bommm rpg puroo !! jogo des do 7.6 e numca tinha visto tibia com esses olhos …

Tv Epaminondas

Patrocínio

Curta a nossa página!