Destaques

[Artigo Oficial] Mudanças Nunca Mudam!

Tibicus era um homem corajoso que viveu muitas aventuras em Tibia. Ele lutou contra numerosos orcs em Ulderek’s Rock, massacrou incontáveis dragões, encontrou o Mad Mage e explorou cada caverna profunda no coração das Formorgar Mines.
Até agora, ele sobreviveu a tudo e a todos graças à sua armadura. Uma armadura que ele usava em todas as situações, uma armadura que o protegia de todo tipo de criatura que ele lutou e que nunca falhava. Ele estava acostumado a usá-la e não viu nenhuma razão para mudar para uma armadura diferente, mesmo que isso trouxesse menos proteção em várias áreas.

Meses e anos se passaram, e Tibicus massacrou hordas de monstros, enquanto inúmeros golpes pesados por espadas, machados e mísseis mágicos não deixaram sua armadura ilesa.
Ele podia contar uma história sobre cada arranhão e rachadura em sua armadura e isso o fez sentir nostálgico falando sobre suas realizações passadas. É por isso que ele usava essa armadura apesar de seu estado deteriorado.

Então aconteceu o que estava prestes a acontecer: Tibicus ficou gravemente ferido durante uma batalha excruciante com criaturas superiores a ele e aos membros de sua party. Ele estava lutando contra dois Demons, quando um terceiro tentou atacá-lo por trás. Tibicus reconheceu a emboscada dos demônios a tempo e foi capaz de evitar o primeiro ataque, mas foi esmagado contra uma pedra no segundo seguinte. Seus ossos fizeram um som de crepitação pesado quando ele caiu contra a pedra dura, e então ele sentiu o líquido quente vermelho implacavelmente flutuando em sua garganta. Ele sentiu uma incrível queimação em seu peito e enquanto Tibicus olhava para baixo ele viu as feridas profundas que as garras do demônio tinham feito em sua carne. Enquanto ele tentava parar o sangramento, ele examinou a área, procurando desesperadamente uma possibilidade de escapar. A rocha a que fora jogado estava na área externa do campo de batalha, o que lhe dava tempo suficiente para sair da zona de perigo.
Ele era favorecido pela sorte que esses monstros foram distraídos e repelidos pelo cheiro de sangue e morte de seus companheiros, permitindo-lhe fugir deste buraco infernal. Com sua última força, ele chegou dolorosamente gemendo e rangendo aos pés de um templo. Na manhã seguinte, um sacerdote o encontrou inconscientemente numa poça de seu próprio sangue entre duas colunas e levou-o para seu quarto para cuidar dele.
Por muitos dias, Tibicus estava à beira de morrer e os sacerdotes estavam prestes a desistir dele, quando ele lentamente abriu os olhos depois de duas semanas em estado de coma. Ele teve sorte mas mal conseguiu sobreviver. Sua armadura mais uma vez tinha sido capaz de enfraquecer o impacto em seu corpo, mas tudo o que restava de seu equipamento estava agora em um estado devastador…

Tibicus reuniu os melhores ferreiros e magos do Tibia para restaurar sua amada armadura, mas nenhum deles conseguiram cumprir seus desejos completamente. Eles tentaram o seu melhor, corrigiram e melhoraram um monte de coisas e fez a armadura ser usável novamente.
No entanto, havia uma coisa que eles nunca seriam capazes de corrigir: A idade da armadura.

Ele continuou sua jornada e parecia que a armadura fazia o seu trabalho protegendo-o dos ataques de monstros. Era bom o suficiente para o momento, mas a certeza inevitável começou a surgir, de que não iria durar para sempre. A armadura estava dificultando seu progresso e, no que diz respeito às áreas inexploradas ocupadas por habitantes brutais e poderosos que só as lendas contavam, ele sabia que não tinha nenhuma chance de sobreviver nessas terras enquanto usasse sua velha armadura.

Um dia, ele conheceu um homem que levava uma vida reclusa no meio da floresta. Eles tiveram uma longa conversa e estava ficando tarde, então decidiram acender uma fogueira para compartilhar uma carne assada. O velho homem acabou se mostrando um talentoso ferreiro. A boca de Tibicus se encheu de água, enquanto uma suculenta perna de veado e peixes enchiam o ar com seu aroma. Pouco depois, os dois estavam inchados de comida e sentaram-se ao redor do fogo aproveitando a pacífica noite. “Eu conheci muita gente em minha vida”, o velho homem murmurou, “mas poucas como você, alguém assim é difícil de se encontrar. Sua paixão pelas lutas é memorável, posso dizer isso. Você sofreu muitas dores e, ainda assim, sua vontade de lutar contra o mal permanece. Muitas pessoas poderiam aprender com você, se quer saber. Mas me diga, algo está lhe aborrecendo, posso ver isso em seus olhos.”
Tibicus olhou para dentro do fogo e suspirou: “Oh, você sabe, é minha armadura que me deixa doido de preocupação. É velha e frágil, mas não posso substituí-la por outra. Ela fez parte da minha vida por muitos anos, nunca serei capaz de jogar fora como algo inútil.”
O velho homem não disse uma palavra, ambos sentaram quietos ao redor do fogo enquanto assistiam as chamas cintilarem através da madeira. Tibicus finalmente quebrou o silêncio, depois de se levantar para colocar um outro pedaço de tronco no fogo: “Não é que eu me recuse a admitir que minha velha armadura não está destinada à encarar futuros desafios, mas é tão difícil desapegar-me…”

“Agora, agora jovem homem. Mudanças fazem parte da vida de todo mundo. Nada foi feito para durar para sempre,” respondeu o velho homem. “Mas ainda, tudo permanece igual. Apenas de um jeito diferente.” Tibicus não compreendeu o significado desta fala. Como um garotinho, ele olhou para o velho com grande olhos questionadores, mas o homem não demonstrou nenhuma inclinação para dar maiores explicações.
“Eu irei lhe ajudar e criarei uma armadura nova do início que atenderá suas demandas para continuar sua jornada. Confie à mim sua velha armadura e eu transferirei tantas funções que forem possíveis para a nova. Não será uma réplica exata, mas darei o meu melhor. Durma por uma noite e me diga sua decisão amanhã.” Tibicus não ficou feliz com a ideia de desistir de sua adorada armadura, mas o velho homem chamou sua atenção. Ele estava dividido entre razão e emoção e não podia dormir nem por uma piscadela. Durante a noite, ele quebrou a cabeça, mas, no fim, sua curiosidade venceu a batalha.

O velho homem não perdeu tempo e começou a trabalhar no novo pedaço de equipamento, isso tomou dele muitos meses até que ele estivesse com tudo finalizado. Cheio de ansiedade, Tibicus testou a nova armadura mas não estava satisfeito. “Ela não se encaixa bem” disse ele, um pouco desapontado e a retornou para o velho homem.

“Sem problema, diga-me quais partes estão lhe causando desconforto e eu vou reconstruí-las. Thais não foi feita em um dia.”

Dez dias se passaram enquanto o velho homem trabalhava em melhorias para deixar a armadura mais confortável. “Bem, ela parece cair melhor agora, mas está muito pesada, me sinto bem mais lento assim que a equipo.”
O velho homem pegou a armadura novamente para reduzir seu peso. Como já se pode imaginar, a armadura voltou para a revisão por várias outras vezes dali em diante, ficando cada vez melhor e melhor. Todavia, Tibicus nunca estava completamente satisfeito com a vestimenta. Cada vez que ele recebia uma nova versão da armadura, algo continuava precisando ser ajustado. Suas esperanças se esvaíram, Tibicus se desesperou. A tentativa de dar sua velha armadura por uma nova o deixou estressado. Ele não podia enxergar o real valor da nova armadura já que ela não funcionava exatamente como a anterior. Simplesmente não era a armadura que ele cresceu acostumado.

O velho homem trabalhou incansavelmente na armadura, ajustou e acrescentou o máximo que pôde até que um dia ele se aproximou de Tibicus e disse-lhe: “Meu amigo, chegou a hora. Eu fiz todos ajustes e melhorias possíveis e o resultado está tão perto da anterior quanto podia, o que significa que a sua velha armadura tem que entrar em sua mais que merecida aposentadoria.”
“Não velho homem, você não pode ver? Ainda me parece diferente usando-a, não é a mesma, eu não quero deixá-la ir!” Tibicus enfureceu em raiva e desespero.

“Sim, Tibicus, como já lhe disse, permaneceu a mesma, de uma maneira diferente. Imagine toda a sua vida até agora como uma ampulheta. Ao deixar ir a sua velha armadura o último grão de areia escorre e equipando a sua nova armadura, você vira a ampulheta novamente. Toda a sua existência, assim como uma ampulheta, sempre será revertida e nunca vai acabar. Tudo que você fez para se tornar o homem que você é hoje, tudo o que define você vai acontecer novamente. Você vai estabelecer amizades e conhecer novos inimigos, você vai sentir esperança e tristeza, cometer erros, encontrar felicidade e fortuna, bem como ódio e dor.
Toda a estrutura das coisas que compõem a sua existência não mudará. Cada lâmina de grama, cada raio de sol permanece o mesmo. Uma flor floresce e desaparece dentro de um ano e ainda, outra flor fará o mesmo no ano seguinte.
É a história do retorno eterno, que afeta sua armadura também. Então não se apegue ao passado, deixe ir e você vai perceber que tudo permaneceu o mesmo. As mudanças acontecem em toda parte e a qualquer hora e ainda tudo volta a acontecer.”

As palavras do velho homem ainda apareciam grandes no cérebro de Tibicus depois que ele partiu para continuar sua jornada. Ele deu uma olhada ao redor, tudo ficou o mesmo, deers estavam pastando pacificamente em uma pequena clareira, ele notou o rosnar de uma patrulha de orcs distante e sentiu o vento fresco do outono soprando através de seu cabelo. Ao olhar para baixo em sua armadura nova, ele sorriu e murmurou “Eu acho que, eu entendi agora…”

Tags:

Categorias: ,

Gostou deste post?

Sobre Beatrix Kido

Beatrix é Repórter do Portal Tibia.

Ver todos os posts de Beatrix Kido →

Posts Relacionados

7 Comentários

  1. Binga -

    Caraca. Tremi aqui. Parece que este jogo ficará pra sempre em mim. Como a velha armadura do Tibicus, assim que o jogo não me sinto mais confortável. Assim como a ânsia para querer ajustá-la, são os pedidos dos velhos jogadores. Assim como o armeiro desistindo de entregar a velha armadura, nos vem a Cip com o velho-reestilizado. Tive sorte de poder ver o bom e acompanhar seu crescimento, mesmo que hoje não consiga mais passar muito tempo jogando. Boa sorte novos aventureiros!

  2. Amigo Esquilo -

    Isso é para ver se coloca alguma coisa de bom na cabeça desses tibiano haters que não aceitam mudanças.
    Tudo na vida muda, o jogo muda, a idade passa, perdemos ente queridos, temos que trocar de escola, de trabalho. Tudo muda.
    Aceitemos as mudanças e vamos a cada dia tentar extrair sempre o máximo de experiência boa para nossa vida.
    Se a vida tá uma porcaria, problemas, etc, agradeça pois você está vivo e está tendo mais um dia como chance para modificar as coisas e fazer o bem.

    Beijo no coração e parem com os mimimis.

    • Asura -

      No texto original está assim: “No problem, tell me which parts are causing discomfort and I will take it back and reconstruct the pinching areas. >>>Thais<<< was not build in a day either.". a tradução que foi porca mesmo.

      • Sanosuke'Matheus Equipe-

        Na verdade, quando lançaram o artigo estava Roma, eles mudaram depois para Thais quando um jogador apontou o erro.

  3. Fester Adams -

    Parabéns à Cipsoft por proporcionar a muita gente em todo mundo tantos anos de compania e continuar se reinventando para entreter seus fiéis jogadores sempre oferecendo o seu melhor.

Comentários estão fechados.