Entrevista com o Ex-Gamemaster Virgilius!


Hauopa, Tibianos!

Recentemente, o Tibia recebeu de volta um brasileiro ilustre, que já contribuiu muito para o jogo, seja como player, tutor ou vestindo a capa azul. O ex-gamemaster Virgilius, também conhecido como GM Tiergan, retornou ao jogo, nas terras
de Calmera, com o personagem Andreasen. E nós do Portal Tibia o entrevistamos, para saber mais sobre a sua volta ao jogo, como ele vê o Tibia atualmente, e pra saber mais sobre suas histórias passadas. Então, vamos lá!

2feG2C1.jpg

PortalTibia – Para começar, conte-nos um pouco sobre você. Quem é o jogador por trás do Andreasen?
Virgilius: Tenho 33 anos, sou médico psiquiatra, trabalho em um hospital público estadual e também em consultório privado. No momento estou solteiro, não tenho filhos, ocupo meu tempo livre com esporte (natação), leitura, cinema, internet, Tibia (evidentemente), saídas com amigos, família, etc.

PortalTibia – Você conseguiu finalizar a sua faculdade de medicina? Está trabalhando como médico atualmente?
Virgilius: Sim, finalizei a faculdade de medicina sem maiores problemas, no tempo certo (o curso de medicina tem duração de 6 anos). Não que tenha sido fácil (não foi, o curso é muito puxado e exige muita dedicação, mas não reprovei nenhuma fez e também não peguei recuperação). Entrei na faculdade com 18 anos e terminei o curso aos 24 anos. Após o término do curso de medicina, servi à Marinha por 2 anos como Tenente-Médico, em seguida fiz a prova para Residência Médica em Psiquiatria e fui aprovado. A Residência em Psiquiatria tem duração de 3 anos, portanto de 2010 até o final de 2012/início de 2013 estive envolvido com a minha formação como médico psiquiatra. Logo em seguida ao término da residência fui aprovado no concurso público para atuar como psiquiatra no mesmo hospital onde fiz a Residência, onde trabalho atualmente.

PortalTibia – Quantos anos você tinha quando parou de jogar e quantos anos você tem hoje em dia?
Virgilius: Eu tinha 24 anos quando parei de jogar Tibia, hoje tenho 33 anos.

PortalTibia – Ainda possui amigos jogando?
Virgilius: Infelizmente não tenho nenhum amigo daquela época jogando Tibia hoje. Todos pararam. Todos estão hoje muito envolvidos com trabalho e vida pessoal e perderam a vontade de jogar.

PortalTibia – O que te motivou a voltar a jogar depois de tanto tempo longe?
Virgilius: Tibia realmente foi o único jogo que me encantou ao longo da minha vida. Nunca esqueci o jogo por completo, até por que tenho amigos da vida real que jogavam comigo naquela época, então eventualmente falamos sobre Tibia. O momento atual da minha vida (estabilidade profissional, acadêmica e financeira – depois de tantos anos de estudo e dedicação) favoreceu o retorno ao jogo, como uma espécie de hobby. De qualquer maneira eu acho que o que mais me fez querer voltar ao jogo foi a retomada de contato com amigos da minha antiga guilda, que moram em São Paulo. Fiz uma viagem a São Paulo esses tempos para visitar um amigo (que não tem nada a ver com Tibia) e mandei mensagem para os antigos amigos tibianos dizendo que estaria em São Paulo e gostaria de vê-los. Bom, acabei não me encontrando com nenhum deles (embora já os tenha conhecido pessoalmente anos atrás), mas hoje participo de um grupo da antiga guilda num aplicativo de mensagens instantâneas para celular  e mantenho contato freqüente com eles, embora nenhum deles jogue Tibia atualmente.

PortalTibia – Ok, agora temos uma boa idéia de quem é a pessoa por trás do personagem, vamos prosseguir para as perguntas voltadas ao jogo. Como você deve saber, os Gamemasters foram extintos há 6 anos. Você acha que a CipSoft errou em excluí-los e deixar o Tibia sem nenhum tipo de monitoramento humano dentro do jogo?
Virgilius: Acho sim que a CipSoft errou ao remover os GMs do jogo. Eu não saberia quantificar a extensão do impacto que isso causou no monitoramento do jogo e no combate aos jogadores que trapaceiam, mas costumo receber reclamações de jogadores honestos dizendo que sentem falta dos GMs. Para esses jogadores, a presença constante dos GMs nos servidores inibia a violação das regras do Tibia e ajudava a dar corpo e personalidade à comunidade tibiana. É possível que com a ausência dos GMs a sensação de impunidade prevaleça sobre os jogadores que quebram as regras, pois eles devem pensar que ninguém mais monitora o que eles fazem no jogo, talvez isso tenha feito aumentar a quantidade de uso de bot e o account-sharing, infrações mais graves e que mais estragam a jogabilidade do Tibia, em minha opinião. De qualquer forma, eu penso que a presença dos GMs era um atributo muito legal do jogo, pois era uma interface dos jogadores com a CipSoft, então isso tornava o ambiente do Tibia muito mais intimista. Ademais, boa parte das pessoas respeitava os GMs e os aclamava quando eles apareciam publicamente, o que gerava um efeito muito bacana na comunidade, com as pessoas cheias de histórias, fantasias e dúvidas sobre quem eram os GMs, o que faziam e como esse trabalho de GM funcionava. Muitos mistérios também pairavam sobre a existência dos GMs, o que gerava mais especulação e alimentava a atmosfera da fantasia do jogo. Penso que hoje, com os Community Managers, tudo ficou mais impessoal, pois os CMs são funcionários da CipSoft e não participam ativamente da comunidade. Para eles, Tibia é trabalho, não hobby. Isso acabou distanciando os jogadores da CipSoft e fez minar um pouco as bases da comunidade tibiana. Eu realmente lamento muito que não existam mais GMs no jogo.

1qHZQSN.pngVirgilius em seu novo char, mostrando sua GM Doll.

PortalTibia – O que você acha dos sistemas de report hoje em dia? Tanto para bots quanto para statements, visto que hoje em dia, com o fim dos Senior Tutors, qualquer um pode reportar um statement em qualquer canal?
Virgilius: Acho que a pergunta responde a si própria. Qualquer jogador pode reportar qualquer coisa. Em minha opinião, isso reduz a credibilidade do report, pois um jogador que não tenha compromisso com alguma função específica de apoio à comunidade tibiana (como Tutores, Senior Tutores e GMs) não é munido de imparcialidade na hora de julgar se um ato feito ou uma frase dita por outro jogador é realmente ilegal. Por outro lado, se não há compromisso com a comunidade, também não há motivação para realizar um trabalho eficiente de combate ao cheating, então talvez a maioria dos jogadores queira apenas garantir o seu jogo e não se importe se outro jogador esteja quebrando as regras, a não ser que isso influencie diretamente na jogabilidade dele, então ele vai reportar, mas motivado por uma espécie de vingança pessoal, não por uma vontade legítima de tornar o servidor um lugar melhor para todos os demais jogadores. Claro, à exceção dos GMs, que tinham poder de polícia dentro do jogo, sempre coube à CipSoft julgar os reports feitos por jogadores, Tutores e Senior Tutores e tomar as ações necessárias para o combate ao cheating, então sem os GMs agora cabe apenas à CipSoft julgar os reports feitos pelos jogadores.Por isso eu penso também que agora deve ter aumentado a carga de trabalho para a CipSoft, pois deve ter muito report sem sentido ou que tenha sido feito por vingança, como eu disse anteriormente.

PortalTibia – Hoje em dia é comum as pessoas reclamarem que seus reports contra botters demoram a ser processados, isso quando são. Porém, antigamente, era comum ver pessoas com a janela de report aberta por horas sem ter a resposta de um Gamemaster, e tendo que sair do jogo, fazendo com que o report não se efetuasse. Alguns servers tinham uma atuação maior de Gamemasters, outros pareciam ‘abandonados’. Como era a divisão entre os gamemaster para que fosse possível tomar conta da maior parte possível de servers? Você acha que hoje, com menos servers, os reports à maneira antiga seriam mais eficientes?
Virgilius: Acho que tinha pouco GM para muitos servidores, isso infelizmente fazia com que muitos reports não fossem devidamente avaliados. Quando eu era GM, nós éramos estimulados a fazer uma varredura em todos os servidores, entrando regularmente em todos eles e verificando a janela de report para que déssemos conta de todo o trabalho. Mas que eu me lembre éramos em torno de 30 a 35 GMs, cada um trabalhando com a sua disponibilidade de tempo para o Tibia, sendo que às vezes tínhamos que tomar muito tempo para lidar com uma enxurrada de reports de um único servidor, então acabávamos por não ter tempo suficiente para verificar os demais servidores. Certamente hoje, se ainda existissem GMs, com menos servidores seria sim mais fácil monitorar o jogo e executar um trabalho mais eficiente.

PortalTibia – Como era dividir sua vida tibiana entre jogador e gamemaster? Você jogava ativamente em seu char ou as responsabilidades de GM tomavam muito tempo?
Virgilius: As atividades de GM tomavam muito tempo sim, mas eram muito divertidas. Eu reduzi bastante a quantidade de tempo investida no meu character e dedicava mais tempo ao trabalho de GM, pois isso me dava mais prazer, penso que isso também acontecia com os outros GMs. Outro fator que influenciou nisso naquela época é que quando fui convidado a me tornar GM eu já tinha cumprido boa parte dos meus objetivos como jogador, então a atividade de GM me deu novos objetivos dentro do jogo, diferentes dos objetivos de um jogador regular.

uHvEPUc.pngConquista do seu level 100!

PortalTibia – Muitos Gamemasters, inclusive você, não revelavam a identidade do seu char, por inúmeros motivos. Quais suas razões para se manter ‘escondido’? Ao se revelar, você chegou a sofrer algum tipo de abuso por parte de players mais fortes?
Virgilius: Acho importante lembrar aqui que o meu nome oficial de GM era Tiergan (Empera), o GM Virgilius foi criado apenas quando resolvi revelar a minha identidade.O que nos motivava a sermos GMs anônimos era o fato de querermos manter a neutralidade dentro do jogo, pois éramos jogadores comuns, a quem a CipSoft tinha confiado a nobre e delicada função de policiar o jogo, então imagine o impacto que isso causa no GM, nos seus amigos e nas outras pessoas do servidor onde o GM jogava com seu character. A ideia era poder continuar jogando Tibia de maneira neutra, sem que a atividade de GM influenciasse nisso. Sim, alguns GMs tinham receio de sofrer algum tipo de ameaça ou represália dentro (e fora) do jogo. Felizmente eu jogava em um mundo non-PvP (Calmera), então eu não tinha medo de retaliação dentro do jogo, mas eu temia sim eventual ameaça na vida real, você não imagina o tanto de coisa bizarra que alguém pode fazer mesmo na vida real por causa de uma frustração dentro de um jogo. Depois de um tempo, achei que seria legal assumir de vez a minha condição de GM e fui me desfazendo dos antigos temores, então resolvi finalmente revelar a minha identidade. Felizmente nunca recebi nenhum tipo de ameaça dentro do jogo ou na vida real, o que pra mim foi um grande alívio. Muito pelo contrário, as pessoas me tratavam muito bem e com respeito, dentro e fora do jogo. Em 2008 até cheguei a ser convidado para um evento do TibiaBR que aconteceu na minha cidade, isso quando eu nem era mais GM. Participei do evento e a experiência foi muito agradável!

PortalTibia – Existia algum Gamemaster brasileiro além de você?
Virgilius: Até onde eu sei, existiram apenas 3 GMs brasileiros (contando comigo). Quando eu era GM, tinha mais um brasileiro, o outro tinha recém se aposentado da função.

PortalTibia – Por que você decidiu sair da posição de Gamemaster e deletar a sua conta? Você se arrepende disso? Não acha que foi muito precipitado?
Virgilius: Decidi parar de jogar radicalmente e sair da posição de GM, pois tinha recém terminado a faculdade e deveria dedicar tempo ao trabalho e ao estudo para a Residência Médica. Eu realmente dedicava muito tempo ao jogo e achava que isso poderia prejudicar os meus objetivos na vida real. Tibia pode ser um jogo viciante, isto é bem verdade. Eu não queria ter motivo nenhum para entrar no jogo, então pedi demissão da posição de GM e rookei o meu character. Eu era Elite Knight level 123, cometi “suicídio” com o Virgilius 278 vezes, até que ele caísse de volta ao level1 em Rookgaard, isso demorou 5 horas. Amigos tentaram me impedir de fazer isso, matando os monstros que me atacavam, mas foi em vão. Pensando sobre isso hoje, bate uma sensação de nostalgia, saudades e arrependimento, de que talvez tenha sido precipitado.Por outro lado, quando me reporto àquela época, penso que era a coisa certa a ter sido feita naquele momento, era a única maneira de eu conseguir me desligar do jogo por completo e eu precisava disso. Hoje me sinto mais maduro para dosar o tanto de tempo que dedico ao jogo, de maneira que isso não afete minha vida profissional, acadêmica e social/pessoal. De qualquer maneira, aquele tempo foi único, não volta mais. Meus amigos não jogam mais, o jogo hoje é outro e muita coisa mudou, pra começar o influxo absurdo de characters com nível bizarramente alto. Level 400, 500, 600, 700, 800, 900! Naquela época era algo completamente inconcebível. Jogadores lendários daquele tempo eram Seromontis (que não existe mais), Eternal Oblivion (que parou de jogar), Taifun Devilry (acho que ainda joga), Bubble (primeiro level 100 e 200 do jogo, em seguida superada pelo Eternal Oblivion, hoje inativa),Tripida (que foi hackeado) e Mateusz Dragon Wielki (inativo). O level mais alto era o do Seromontis, algo em torno de 300, se não me falha a memória, o que já era algo extremamente raro. Quando eu jogava ainda lembrávamos do Smoked, o primeiro com skills 100/100, que acabou sendo deletado pela CipSoft por conta do uso de ferramentas ilegais para jogar. Tibia hoje realmente me causa bem menos encanto do que naquele tempo. Eu me considero um saudosista do Tibia 7.4 =).

PortalTibia – Quais são as diferenças que você vê na comunidade tibiana de 2007 para a comunidade atual?
Virgilius: Penso que hoje os jogadores não se importam com a comunidade e estão apenas preocupados em adquirir level, itens e dinheiro, para poder ter status, poder e controle em seu servidor. Em Calmera vejo o servidor sempre vazio, não existe mais o Game-chat, ninguém fala com ninguém, as cavernas estão tomadas pelos botters, não existe mais gentileza e cortesia, o RPG morreu e com ele morreu a fantasia e os mistérios que envolviam o jogo. Vez ou outra, observo um level 400+ passar voando por mim, sinto-me como se eu tivesse o level mais baixo do servidor e como se isso me excluísse do grupo dos demais jogadores, pois não posso fazer caçadas em grupo, nem acessar áreas perigosas ou que precisam de quests muito difíceis para serem acessadas, já que não encontro outros jogadores do meu level e, quando encontro, é um botter sendo controlado por um script de um programa, não é um humano jogando. Acho isso triste, de verdade. De qualquer forma, sigo jogando no meu ritmo lento e old school. Lembro que demorei 1 ano e 5 meses para pegar level 100 no Virgilius, treinei muito com slimes e quando parei de jogar meus skills eram 92/90, sword fighting.

PortalTibia – O jogo mudou muito desde a época em que você era ativo, e gamemaster. Acredito que você ainda não tenha se familiarizado com todas as mudanças, porém quais mudanças que te agradaram muito? E existe alguma que te desagradou bastante?
Virgilius: Me agradou muito a facilidade de treinar offline, isso economiza tempo e torna o jogo mais leve. Por outro lado (e isso pode parecer contraditório), esse atributo acabou facilitando o power-gaming, o que ajudou a minar a comunidade, penso eu. Outra coisa é que, apesar de cansativo, treinar poderia ser prazeroso em alguns momentos, quando você queria apenas entrar para conversar com seus amigos, mas também não quer perder tempo no jogo. Isto valia para os knights; druidas e sorcerers ficavam fazendo runas. Recentemente fui tentar treinar usando um sickle com slimes e descobri que era impossível, pois os hits eram altos demais e o bicho morria em segundos, mesmo em full defensive mode com um sickle! Acabei me sentindo um noob ao descobrir que a fórmula de hits tinha mudado e que agora existe um hit mínimo que você dá na criatura, mesmo com skill muito baixo. Sinto falta dos velhos tempos. Sinto-me desagradado por conta da complexidade do jogo (itens que protegem contra isso ou contra aquilo e que tem requerimento de level e vocação para serem usados, cool-down time diferenciado para runas, vocações, spells, etc). Acho que eu preferia quando as coisas eram mais simples. Repito, sou saudosista do Tibia 7.4 =D.

DEq6NX1.pngVirgilius em um de seus lugares favoritos do jogo, Hellgate.

PortalTibia – Ao longo dos nossos anos de Tibia, era comum vermos screenshots de pessoas com Gamemasters, muitas vezes com abordagens ‘engraçadinhas’ e as vezes até ofensivas. Tem alguma história engraçada para nos contar de alguém que te abordou?
Virgilius: Eu realmente não me lembro de nenhuma história específica, mas recordo que eu dava boas gargalhadas com a tentativa de alguns jogadores em tentar me enganar quando estavam trapaceando, algumas desculpas eram muito engraçadas, por conta da sua criatividade, especialmente por parte dos brasileiros =). Também era engraçado (e por vezes comovente) quando algum brasileiro tentava falar inglês e não conseguia, durante alguma investigação, então eu me via obrigado a falar português com o sujeito, e isso foi pouco a pouco alimentando a suspeita de que havia um GM brasileiro no jogo. Além dessas histórias, muitos jogadores vinham fazer perguntas engraçadas sobre como funcionava a atividade de GM, outros pediam “free itens, plx”, ou quando diziam “plx GM no ban”, essas situações eram corriqueiras, mas sempre engraçadas, e acabaram virando brincadeira até mesmo entre os próprios jogadores.

PortalTibia – Obrigado, Virgilius, por aceitar a entrevista e por ceder seu tempo para respondê-la. A comunidade brasileira do Tibia agradece, desejamos a você tudo de bom na sua carreira e na volta ao jogo. Até a próxima!
VirgiliusObrigado pela oportunidade da entrevista, desejo vida longa ao Portal Tibia e um bom jogo aos tibianos brasileiros. Um abraço a todos!

  • Legal a entrevista. Sinto falta dos GMs. Foi uma idéia ruim tirar eles do jogo…

  • Mukka

    a uns anos atras essa materia teria milhares de comentarios aqui, hoje se pode ver a decadencia do jogo medida pelos proprios fansites

  • Saulovski

    boa entrevista, é uma pena que retiraram os GMs do game pois eles “davam” a sensação de que se podia fazer justiça…

  • Luis Gustavo

    Estou bastante impressionado pela volta desse jogador,pelo pouco de jogares (real jogadores) por que hoje o tibia em si esta domado pelos kicks e bots da vida, que vemos pra cipsoft não viavel a retirada dos bot pq mesmo sendo bot eles pagam p.a.entao a pergunta certa é quanto em valores $ os bot nao movimentam mensalmente.por que verdadeiros jogadores não existe mais e se existem tem muito poucos.

    Seja bem vindo virgilius

  • A opinião desse cara seria muito mais útil no tempo em que ele jogava… hoje em dia nada se aplica… é pura nostalgia.

  • Fulano

    A pior coisa que houve no Tibia foi a criação do cargo de GM’s, pois não estaria certo colocar jogadores comuns com opiniões e interesses próprios influenciando diretamente no jogo. Os Gm’s tiravam proveitos próprios, desde comandarem e ganharem guerras, deletarem players e fazerem fortunas achando os lendários respaws de bosses pelo jogo. Como tudo um dia tem que mudar, a CIP viu a merda que fez e corrigiu o problema devido a milhares de reclamações de abusos.
    Não vejo nada de mais nesse cara, ele só é entrevistado porque foi um GM, mas não ganhou mérito algum e não merece prestígio. Devemos recordar de quem realmente conseguiu feitos históricos para seu tempo, como os lendários jogadores que alcançaram lvl’s altos quando na época parecia impossível. Esta é minha opinião!

    • Sanosuke’Matheus

      Nós do Portal Tibia temos uma série chamada “Ilustres Anônimos”, é uma série onde entrevistamos desconhecidos pelo Tibia. Isso porque nós acreditamos que você não precisa ser level alto, não precisa estar em algum rank ou ser conhecido publicamente para ter uma boa história para contar. Conheça melhor a série aqui.

  • Luan

    Se você só tem idolos no jogo apenas pelo level alcançado então sua opinião não vale nada.

  • Henrique Alves

    Bom mais uma vez venho agradecer pelos conteúdos postados pelo portaltibia, e venho também deixar minha opinião referente a algumas citações pelo antigo GM, vejo que ainda existem algumas “guilds” que buscam players para conversar em game chat e também que não utilizam de programas ilegais no jogo, mais realmente a cada dia que passa é mais raro ver… só conheço em “Refugia” e sou jogador do 7.4 também.. o tibia hoje como já disse em alguns trópicos está virando um jogo visado no lucro da CIP e não mais em um jogo RPG histórico; acho ainda que os treiners offline apenas facilitou a vida dos botter nos servidores (pois antigamente eles sofriam para treinar..)

  • Derik Cristian

    Esse cara falou o que eu passo todo dia. Eu sou lvl baixo, amo fazer quests, minha maior motivação no jogo é concluir quests, desvendar mistérios, fazer uma team hunt com a galera e ir para lugares onde para alguns pode ser insano. Mas, quando eu chamo alguém, ou quando tento montar um team , ou é tudo bot ou são pessoas que estão preocupadas com KK’s e lvl . Sabe, já não basta o jogo estar totalmente quebrado em relação aos kicks, os jogadores também não se interessam em fazer algo que faça o RPG viver, fica difícil .

Tv Epaminondas

Patrocínio

Curta a nossa página!