[Artigo Oficial] Uma visita a Ab’Dendriel!


Ab’Dendriel, construída pelos elfos dentro e fora das árvores, está localizada na costa norte do continente principal.

História

A história de Ab’Dendriel está ligada com a história dos elfos. Assim, um breve resumo de sua história é essencial para compreender como e por que Ab’Dendriel foi fundada.

Os elfos foram criados pelos deuses anciões como uma raça que poderia vir a ser forte o suficiente para enfrentar e vencer a legião de mortos-vivos de Urgith. Infelizmente, os elfos falharam em seu propósito. Eles lutaram bravamente, mas não conseguiram mudar as coisas na batalha. No entanto, ao contrário de muitas outras raças, eles não foram destruídos na Corpse War. Eles fugiram do campo de batalha antes que pudessem ser eliminados, e espalharam-se em várias direções. Os grupos resultantes não só foram separados pela distância, mas também por diferentes formas de vida. Ainda não se sabe quando castas élficas foram originalmente formadas, os anos de separação certamente aumentaram a distância uma das outras. Cinco castas foram identificadas por historiadores até agora. Duas delas são comumente consideradas perdidas ou até mesmo extintas nos dias de hoje, mas isso ainda continua sendo uma questão de debate.

A casta Cenath passou a fazer vista grossa para os efeitos da guerra depois que eles se estabeleceram em um vale isolado, muito longe dos campos de batalha. Mas, quando o caos da guerra começou a se espalhar pelas terras tibianas, os Cenaths começaram a ter uma uma crescente inquietação, e logo a ansiedade se transformou em medo. Sendo hábeis no uso da magia, seus melhores magos conseguiram liberar magias tão poderosas que seu vale inteiro foi arrancado deste mundo e levado para outra dimensão. Em um lugar mais isolado do que nunca, os Cenaths focaram-se em seus estudos e melhoraram seus poderes mágicos e ficaram praticamente intocados por séculos. No entanto, a outra dimensão tornou-se instável ao longo do tempo e seu refúgio seguro começou a desmoronar. Apesar dos feitiços protetores, seu frágil vale voltou a este mundo. Ele despencou do céu e bateu no chão como um meteorito. Apenas metade dos Cenaths sobreviveram ao impacto, e quase todo o seu rico patrimônio cultural foi destruído. Os sobreviventes vagaram sem rumo por algum tempo antes de serem apanhados por batedores da casta Deraisim.

Os Deraisim foram transformados em nômades devido a guerra. Recuando para a segurança das florestas, eles tinham muitos lugares para se esconder, mas nenhum lugar para chamar de lar. Famílias Deraisim frequentemente uniam-se em grupos por um tempo, mas eles ainda eram um alvo fácil para saqueadores inimigos. Assim, ao longo do tempo, eles foram para locais ainda mais profundos nas florestas onde quase ninguém iria seguí-los.
Primeiramente, os Deraisim viajaram entre inúmeros acampamentos, mas, eventualmente, mais e mais famílias se estabeleceram em um dos acampamentos. Eles adaptaram as ideias de outras raças e culturas que tinham encontrado, e até começaram a ter relações comerciais com algumas delas. Vários acampamentos logo tornaram-se postos de comércio, e quando os Cenaths foram levados para a floresta, a maior parte das famílias Deraisim concordaram em se instalarem no maior posto comercial juntamente com eles. Por não apreciarem o estilo de vida bastante simples dos Deraisim, os Cenath logo se viram como guias dos Deraisim, como se fossem pastores que precisavam cuidar e orientar os rebanhos de elfos assustados e vulneráveis.
[quote]Abdaisim

Alguns Deraisim preferiram manter a sua cultura nômade e deixaram seus irmãos, a fim de continuar a percorrer as terras. Com o tempo, eles começaram a referir a si mesmo como Abdaisim, elfos inquietos e andarilhos.[/quote]
Então a primeira cidade élfica foi fundada: Ab’Dendriel, seu nome é uma homenagem a antiga palavra “déndron”, que significa “árvore”. A crescente cidade também forneceu refúgio para membros da casta Kuridai, lutadores ferozes e trabalhadores esforçados, mas um pouco rudes e agressivos. A guerra obrigou-os a recuar para dentro de uma área vulcânica em primeiro lugar, onde a vida era uma luta constante contra os animais selvagens pela sobrevivência. No entanto, os Kuridai provaram ser resistente e se adaptaram ao ambiente, desenvolvendo poderosas técnicas de batalha. Corajosos e determinados, eles se mantiveram firmes ao longo de séculos. No entanto, o número crescente de ataques orcs, eventualmente, os derrubaram. Relutantemente, eles deixaram sua casa vulcânica e se estabeleceram na parte subterrânea de Ab’Dendriel.

Os orcs também fizeram a vida de outras raças e culturas cada vez mais difíceis, a ameaça dos orcs pairando sobre todos como uma sombra. O próximo encontro sangrento entre elfos e orcs foi apenas uma questão de tempo. Ab’Dendriel manteve-se relativamente neutro em relação a Carlin. Ambas as cidades se esforçavam para a independência e mantiveram relações comerciais entre si. Ainda assim, eles sabiam que seria prudente ajudar uma à outra em caso de um ataque de orcs. Alguns elfos chegaram a treinar jovens mulheres de Carlin para explorar os bosques que rodeavam a cidade e também soar o alarme quando necessário. Quando Bella Bonecrusher, uma jovem guerreira de Carlin, eventualmente foi chamada às armas contra hordas de orcs que se aproximavam, Ab’Dendriel concordou em enviar reforços militares para ajudar Carlin. Devido à sua determinação e firmeza, elfos e guerreiras prevaleceram sobre o exército de orcs no final, e conseguiram proteger a floresta. Embora as relações comerciais entre as duas cidades tenham sido o florescer do contato, mais tarde a relação entre as cidades se tornou uma aliança que perdura até hoje.

Ab’Dendriel Hoje

Hoje em dia, a maioria dos habitantes elfos pertencem ao Cenath ou ao Deraisim. Enquanto os Cenaths estão vivendo nos níveis superiores de Ab’Dendriel, os Deraisim estão vigiando o térreo. Os Kuridai ainda preferem a parte subterrânea da cidade, onde eles continuamente aprimoram suas habilidades como artesãos.
No entanto, desde que a história de Ab’Dendriel foi uma história de necessidade e não de escolha, a tensão e a desconfiança criada pela desconfortável aliança entre as três castas existe até hoje. Ainda assim, a cidade que construíram juntos é realmente uma obra-prima da beleza arquitetônica e sutileza. Muitas casas estão localizadas nos andares superiores, entrelaçadas nos espessos arvoredos e interconectadas com pontes de corda pitorescas. Abençoada com uma vegetação luxuriante, cheio de flores e plantas exuberantes, a cidade verde é uma festa para os olhos.
[quote]
As Castas Perdidas

A casta Teshial e a casta Chelabdil são consideradas perdidas hoje em dia. O Teshial eram especialistas na arte da magia dos sonhos. Suas habilidades permitiam-lhes alterar a aparência de seus filhos ainda não nascidos, e entrarem no reino dos sonhos. De acordo com contos populares, eles se retiraram completamente do mundo dos mortais em algum momento, entrando fisicamente no reino dos sonhos. Já que seus ensinamentos encontraram fraca receptividade e atenção, eles perderam toda a esperança e fé neste mundo.
Infelizmente, a história e o destino da casta Chelabdil é ainda mais obscura. Eles dizem ter sido massacrados e extintos por orcs, mas as provas disto não foram encontradas ainda.[/quote]
Devido aos esforços dos elfos e sua dedicação como protetores da vida selvagem, a população cada vez menor de white deers nas florestas de Ab’Denriel se recuperou de uma maneira crescente nos últimos anos. Se você tiver sorte, você pode se deparar com essas graciosas e majestosas criaturas na floresta. No entanto, de vez em quando, lobos famintos e aventureiros sem escrúpulos ainda colocam em perigo a população de veados.

No início do verão, os viajantes devem ter cuidado para não encontrar-se com grupos de dryads selvagens perto de Ab’Dendriel. Rumores dizem que algumas das árvores em torno de Ab’Denriel já foram seres humanos, que foram transformados em árvores por algumas dryads furiosas. No entanto, essas histórias são em sua maioria descartadas como contos de fadas, não sendo levadas em consideração por historiadores sérios.

Assim, na maior parte do ano, os bosques ao redor de Ab’Dendriel não representam um perigo excessivo. No entanto, a tranquilidade aparente esconde muitos segredos. Muito abaixo de Ab’Dendriel, as velhas estruturas do Hellgate ainda fazem o sangue de muitos aventureiros gelar. Criaturas das trevas vagam neste lugar abandonado e uma estranha biblioteca guarda incontáveis segredos. A nordeste de Ab’Dendriel, emDraconia, uma pequena ilha com uma antiga e obscura pirâmide, abriga monstros e dragões, e diferentes raças ocuparam o pequeno casteloElvenbane ao oeste de Ab’Dendriel. Assim, orcs, minotauros e trolls são mais ou menos conhecidos dos habitantes de Ab’Dendriel. Dessa forma, não é surpresa que Elvenbane seja uma pedra no sapato de muitos elfos. No entanto, alguns elfos imprudentes se juntaram ao estranho grupo, a fim de estudar o conhecimento antigo que está escondido dentro das muralhas do castelo.

Atrações turísticas

Clique para ampliar!

É recomendável viajar de navio para Ab’Dendriel durante a noite para testemunhar o grandioso momento em que as oscilantes chamas do topo do farol de Ab’Dendriel são acesas para iluminar a escuridão e o céu noturno, além de assegurar a chegada dos navios ao porto (1). Desembarque antes do amanhecer e suba na árvore-farol (2), uma das oito maravilhas do mundo tibiano, para aproveitar os primeiros raios da aurora do dia sobre as copas das árvores. Depois desse momento de contemplação no começo do dia, nada melhor que um agradável passeio pela cidade.

Se quiser aprimorar seu conhecimento sobre metais, você talvez queira visitar o ferreiro Bencthyclthrtrprr, um sweaty cyclops (3), que vive na torre em frente à árvore-farol. Como os moradores têm dificuldade em pronunciar o seu nome, eles o chamam de Big Ben. Seus pais já habitavam a torre antes de os elfos se estabelecerem na área, portanto o cheiro da antiga história ainda permanece nessas paredes. [Nota do editor: Alguns dizem que, na verdade, o cheiro é de suor e pele suja.] Viajantes que preferirem apreciar o conforto e a quietude da leitura, talvez queiram fazer uma parada na biblioteca de Ab’Dendriel (4), localizada do outro lado da rua. Ela oferece uma boa coleção de livros, especialmente se você estiver interessado em informações sobre a cultura e a sobre a história dos elfos. Dirija-se para o sul se quiser encontrar a torre do depot (5), um antigo edifício que também possui um banco no subsolo. Não custa avisar que você deve ter cuidado com seus pertences aqui, já que assaltantes de banco podem aparecer de tempos em tempos.
Diretamente ao sul do depot, existe uma embaixada de Thais (6), que também inclui uma agência do correio. Embora o embaixador Roderick tente promover relações amigáveis entre Thais e Ab’Dendriel, sua casa arquitetonicamente sem inspiração é considerada superficial e deslocada por muitos elfos. Atrás da embaixada, você poderá encontrar uma fazenda de insetos (7), onde bugs podem ser vistos pastando dia e noite. Cheio de grama espessa e flores brilhantes, esse pasto oferece alimento de boa qualidade e contribui para o sabor especial do famoso leite de bug de Ab’Dendriel.

Se desejar conhecer os líderes das castas élficas, você deverá caminhar rumo ao oeste até encontrar uma bela plataforma (8) sustentada por colunas de madeira. Faluae, líder da casta Deraisim, prefere a área sombria no térreo, enquanto Eroth, líder da casta Cenath aprecia a vista da plataforma. O telhado dessa plataforma é um grande exemplo das maravilhas da arquitetura élfica, visto que ele é coberto por flores exóticas e raízes deformadas. Se quiser demonstrar seu respeito por Elathriel, líder da casta Kuridai, você vai precisar descer as escadas próximas à plataforma: Bem-vindo às Shadow Caves! Continue descendo, passe pelo corredor onde encontramos a porta que leva ao Hellgate, e continue até avistar as celas da prisão para encontrar Elathriel. Dizem que ele não só cuida dos prisioneiros como também oferece um chave para o Hellgate por uma certa quantia.

A fim de andar em torno das madeiras ao redor de Ab’Dendriel, deixe a cidade pelo portão ao sul (9). Ao sudeste da cidade, você poderá encontrar a filosófica curandeira Edala no topo de uma antiga e enorme árvore chamada de Suntower (10). Edala pode lhe conceder a bênção fire of the suns em troca de uma taxa, e, assim como muitos outros elfos, ela é especialista em música. Contudo, ela parece sentir um certo ressentimento ao ouvir o som de uma lira. Ao oeste de Ab’Dendriel, estranhos poderes estão emanando do Elvenbane (11), portanto tenha cuidado ao passar por esse castelo cheio de perigos.

Vamos voltar à cidade agora! Na parte oeste de Ab’Dendriel, um impressionante labirinto (12) de arbustos surpreende todos os visitantes. Ao cruzar esse labirinto, você pode meditar e conectar seu espírito com a natureza. Se conseguir encontrar o caminho para o lugar sagrado no interior do labirinto, você poderá se tornar um cidadão de Ab’Dendriel. Assim que estiver pronto para continuar seu passeio pela cidade, vá para o extremo norte de Ab’Dendriel, seja andando pelo gramado exuberante ou cruzando as pontes que ligam as casas dos elfos no topo das árvores. Na costa norte, você poderá encontrar o Castle of the Winds (13), uma compacta construção que já enfrentou inúmeras tempestades. Ele é uma perfeita fortaleza para nobres guilds. Pombinhos talvez queiram passar por Llathriel (14) para estreitar os laços e se casar em meio às belezas naturais.

Fatos atuais sobre Ab’Dendriel

  • Aproximadamente 5,5% de todos os tibianos residem em Ab’Dendriel atualmente.
  • Cerca de 81% dos habitantes de Ab’Dendriel são do sexo masculino, portanto aproximadamente 19% deles pertencem ao outro sexo.
  • Apesar dos esforços de Llathriel, apenas 2,4% dos habitantes de Ab’Dendriel são casados.
  • O nível médio dos personagens que residem em Ab’Dendriel é 24 – para comparar, essa média e de 21 em Carlin, 26 em Thais e 77 em Yalahar.
  • Como na maioria das outras cidades, knight é a principal vocação dos residentes de Ab’Dendriel, com aproximadamente 37%.
  • Por volta de 26% dos habitantes da cidade são paladins.
  • Talvez inspirados por Cenath, cerca de 37% dos habitantes de Ab’Dendriel focam o uso de magia. 18% deles são druids, enquanto 16% escolheram ser sorcerers.

No caminho de volta ao porto, um estranho altar de sacrifício (15) contendo um círculo feito em pedras podem lhe chamar a atenção. Aqueles que conseguirem sair vivos de Draconia vão chegar aqui. Além disso, itens que forem colocados no topo do altar serão transportados para a ilha devido a algum misterioso tipo de mágica.
Antes de embarcar novamente em seu navio, pare no templo (16) para encontrar solidão e paz, ou suba na árvore-farol novamente para dar uma última olhada em Ab’Dendriel. Silenciosamente, assista à tênue luz dos vaga-lumes espalhados, ao crepúsculo envolvendo essa cidade de tirar o fôlego e ao vento nas copas das árvores cantando “Asha Thrazi!”.

Aproveite a sua estadia em Ab’Dendriel!

  • author image
    isabelly Carolliny
    nov 6, 2012 @ 1:11 am

    Aki em Empera , Ab’ ja faliu faz tempo ‘-‘

  • author image
    Val'mukka
    nov 6, 2012 @ 5:06 am

    muuto booom “)

  • author image
    Duff
    nov 6, 2012 @ 6:02 am

    bom saber um poko mais
    sobre a historia doo tibia
    -0-0

  • author image
    nov 6, 2012 @ 10:19 am

    legal… mto bom

  • author image
    Bruno Figueiredo
    nov 6, 2012 @ 12:22 pm

    bem literário intrigante.

  • author image
    Julianna
    nov 6, 2012 @ 13:28 pm

    @Bruno Figueiredo, como faz para aparecer foto no avatar?

  • author image
    nov 6, 2012 @ 22:33 pm

    eu moro em ab’dendriel

  • author image
    Cris
    nov 7, 2012 @ 12:12 pm

    para mim é a city mais bonita!

  • author image
    jeferson
    nov 8, 2012 @ 7:49 am

    Ah, começei em Ab….

  • author image
    João
    nov 8, 2012 @ 16:01 pm

    Já morei em Ab… para mim é a cidade mais bonita… também gosto de lá, porque é bastante sossegado…

  • author image
    nov 13, 2012 @ 13:57 pm

    Os guias das cidades são os meus favoritos.

  • author image
    zollwyk
    nov 14, 2012 @ 6:19 am

    ab é uma das cidades mais raras deu ir

  • author image
    Dai
    nov 15, 2012 @ 10:39 am

    Quando vou em Ab’, me sinto numa aldeia hippie
    xD

  • author image
    rtg
    nov 30, 2012 @ 16:21 pm

    hauha. bem bolado. xP

Tv Epaminondas

Patrocínio

Curta a nossa página!