[Artigo Oficial] Uma visita a Darashia!


Darashia, a pérola branca do califa rei do deserto, Kazzan, está localizada na parte norte do continente Daramiano.

História

O continente de Darama, que foi nomeado após o herói Daraman, é um lugar exótico e fascinante, cheio de mistério e encanto. Envolto em lendas e mitos antigos, este continente ainda guarda muitos segredos. Além disso, Darama oferece paisagens espetaculares de fumegantes florestas no oeste, ásperas montanhas no centro, a áridos desertos e exuberantes oásis no leste.

Enquanto a região desértica do norte, também conhecida como The Devourer, pode parecer dura e estéril à primeira vista, as dunas de areia sem fim pura escondem um oásis que permitiu que as pessoas se estabelecessem por lá. A história de Darashia está estreitamente ligada com a vida e obra de Daraman. Enquanto alguns vêem como um mero líder espiritual, outros adorá-lo como um santo profeta, e outros ainda considerá-lo um louco diabólico. Em qualquer caso, este homem polêmico certamente deixou a sua marca no continente.

Não se sabe muito sobre a origem de Daraman e o início de sua vida. Ele era um homem de convicções fortes, que desistiu de todos os bens materiais em busca de uma vida simples, mas espiritual, levando à ascensão. Ele disse ter viajado o mundo do Tibia em sua peregrinação, aprendendo todos os tipos de segredos antigos. Através de sua sabedoria e conhecimento, ele reuniu inúmeros fiéis que abandonaram luxo e ganância como seu pai espiritual. Eles consideravam-no um homem santo, enviado pelos deuses para esclarecer as pessoas e mostrar-lhes como purificar o seu coração e alma para que eles possam subir ao céu para tornarem-se seres celestiais.
O poder de auto-controle, meditação e contemplação obviamente encheu Daraman e seus seguidores com uma força interior e uma inflexível determinação que abraçaram o calor escaldante do deserto como parte de sua terra prometida. Então aconteceu que a cidade de Darashia foi fundada em torno de um oásis com nascentes de água doce, mesmo no deserto Devourer.

Kha’labal

Se as lendas estão a ser acreditadas, Kha’labal, a parte sul-oriental de Darama, uma vez foi um lugar intocado com exuberantes florestas, terras férteis e águas frias. Os deuses deram este dom precioso para Banor, o líder divino dos primeiros seres humanos, e uma jovem raça começou a florescer lá. O primeiro assentamento de humanos de Ankrahmun ainda falam da glória das maravilhas arquitetônicas que foram construídas por esses colonos. No entanto, depois de anos de felicidade e harmonia, a escuridão encontrou seu caminho para Kha’labal. Devastações de orcs e servos mortos-vivos de Urgith mergulharam a terra no caos e na guerra, envenenando os corações de muitos homens. Com a orientação espiritual de Daraman, Banor e o faraó de Ankrahmun construíram um forte exército humano. Corajosamente enfrentaram as hordas do mal e conseguiram mantê-los afastados.
Quando os poderosos djinns entraram no campo de batalha e ganharam vantagem contra os humanos, foi Daraman, novamente, que mudou as coisas desencadeando uma guerra civil entre essa raça. No curso da djinn war, os Marids formaram uma aliança com Banor, enquanto os Efreets juntaram forças com necromantes de Drefia. A eventual vitória da aliança humano-djinn foi ofuscada por um ato de desespero dos Efreets: um cataclismo. Os Efreets desencadearam uma violenta magia do inferno que envolveu Kha’labal e transformou o lugar próspero em um terreno baldio deserto. De acordo com as Crônicas de Kha’labal, Banor e a maioria dos sobreviventes humanos deixaram o calor escaldante após esses eventos e partiram em uma longa jornada para encontrar um novo lar, sua conquista de Tibia começou.

Sem surpresa, a filosofia de Daraman influenciou a cidade e seus habitantes mais do que qualquer coisa ou qualquer outra pessoa. Alguns céticos podem até mesmo ter considerado a comunidade recém-descoberta um paraíso para os fanáticos e zelotes. Seja qual for o caso, quase não existem fontes históricas confiáveis que forneça um relato preciso e imparcial dos acontecimentos em que Daraman desempenhou um papel crucial. Aparentemente, ambas as crônicas, de Daraman e de Kha’labal, foram escritas por seguidores de Daraman de acordo com suas próprias crenças e valores pessoais, e o que eles sentiam que era melhor para o seu povo. Existem algumas fontes históricas de outras partes do mundo Tibiano que são mais confiáveis, e que contradiz a cronologia e a validade dos eventos nas crônicas acima mencionadas. Portanto, o envolvimento de Daraman na guerra dos djinns esta envolta em lendas míticas, e os nossos leitores são aconselhados a abordar as seguintes histórias sobre Daraman com um espírito crítico e questionador.

Dizem que Daraman foi capturado por djinns enquanto meditava no deserto. Apesar de ter sido torturado por eles com dispositivos maliciosos e métodos inconcebíveis, ele suportou toda a dor horrenda com dignidade e sua vontade não poderia ser quebrada. Como Malor, o mais cruel de todos os djinns, estava prestes a matá-lo com sua scimitar, Gabel, líder dos djinns, interveio. Gabel ficou intrigado com o destemor e o auto-controle de Daraman. Como Daraman lhe contou sobre a dor incomparável da alma e do medo da vida, o interesse de Gabel foi pego de uma vez por todas.
Inúmeras profundas conversas aconteceram entre os dois, e assim Gabel tornou-se discípulo de Daraman ao longo do tempo. Os blues djinns seguiram o exemplo de seu líder, e tornaram-se também alunos devotos dos ensinamentos de Daraman. No entanto, Malor olhou todo este desenvolvimento com grande raiva e ressentimento, e os greens djinns compartilharam seu ódio. Eventualmente, Malor dirigiu uma insurreição contra Gabel. Seu plano para matar Gabel falhou, porém, os blues djinns ansiavam por vingança. A implacável guerra civil de longa duração entre o Marid e o Efreet seguiu. Seja intencional ou não, Daraman tinha alimentado um incêndio de controvérsia e ódio entre a raça djinn que dura até os dias de hoje.

Seja como for, a maioria dos seguidores de Daraman acreditaram que sua mente e alma, finalmente, alcançaram a perfeição em algum ponto no tempo permitindo-lhe ascender ao céu e vigiar Darama de cima. De uma perspectiva histórica, ele simplesmente desapareceu, eventualmente, sem um traço claro.

Darashia Hoje

Koshei the Deathless

Em algum ponto no tempo, um misterioso homem segredista que atendia pelo nome de Koshei apareceu em Darashia. Enquanto vivia lá, ele passou a maior parte de seu tempo em Drefia e no desertoDevourer, onde ele mesmo construiu uma torre sozinho. Isso deu origem a vários rumores sobre sua profissão e toda a sua pessoa. A maioria deles sugerem um envolvimento de forças das trevas, a magia da morte e um amuleto de grande poder. Um dia, Koshei desapareceu e nunca mais foi visto novamente. No entanto, alguns dizem que sua voz ameaçadora e risadas do mal ainda ecoam através dos restos de sua torre no deserto, e que a sua alma ainda pode estar ligada a este lugar.

Em contraste com a majestosa cidade de pirâmides, Ankrahmun, Darashia foi construída por Daraman e os primeiros peregrinos para refletir a simplicidade e foco interno predominante em seu modo de vida. Mesmo que esses valores tornaram-se um pouco diluído ao longo do tempo devido às inúmeras tentações do luxo e conveniência, a cidade ainda é um lugar muito espiritual com muitos devotos seguidores dos ensinamentos de Daraman.

Darashianos são pessoas amigáveis, conhecidas por sua hospitalidade e diligência. Além disso, muitos artesãos qualificados ganham a vida lá através da criação de produtos feitos à mão que são muito procurados. Portanto, não é apenas a acessibilidade de Darashia a partir de praticamente qualquer outra cidade no Tibia que tem ajudado a preservar seu status de centro cultural e espiritual de Darama.
Sem surpresa, os aventureiros se reúnem em Darashia, o que torna a cidade com a terceira menor taxa de desocupação em Tibia.

A cidade foi governada com um califado pela família Gadral há muitos anos, o califa Kazzan é o atual chefe da cidade. Kazzan é considerado um governante sábio e justo pela maioria dos cidadãos. No entanto, existem algumas pequenas controvérsias sobre o produto mais famoso e lucrativo de Darashia: O supremo sandwasp-honey, também conhecido como “liquid gold“. Dizem ter propriedades rejuvenescedoras e mágicas que não são encontradas em outros tipos de mel. Muito para a reprovação de muitos cidadãos, o califa é bastante inflexível em manter as agressivas sandwasps perto da cidade, a fim de manter seu controle sobre a produção de mel. De vez em quando, os insetos perigosos atacam a cidade e envenenam suas vítimas com um veneno mortal.

Darashia é cercada pelo deserto Devourer. Criaturas venenosas como escorpiões, carniceiros irritantes como hienas e nômades hostis estão perambulando pelas dunas e montanhas adjacentes. No nordeste de Darashia, uma pirâmide escura abriga segredos antigos. Daraman proibiu seus seguidores de entrar neste prédio, supostamente para evitar que suas almas fiquem corrompidas. Enquanto a pirâmide preta é ocupada por minotauros hoje em dia, alguns exploradores acreditam que ela foi originalmente construída por bonelords.
Localizado a oeste de Darashia, do outro lado da cordilheira chamada Plague Spike, encontram-se as ruínas assombradas de Drefia, um lugar perigoso cheio de mortos-vivos e de cultistas malvados. Rumores dizem que ela era uma colônia de Thais, uma vez que tornou-se corrompida por necromancers da Brotherhood of Bones. No topo de uma montanha em Drefia, o eremita Samir leva uma existência solitária para arrepender-se de seus pecados como assassino que foi uma vez.
Abaixo da passagem da montanha que separa o deserto Devourer e Kha’labal, os viajantes podem visitar Muhadib Lisan al-Gaib e sua tribo nômade que se vêem como os verdadeiros filhos de Daraman.
Ocasionalmente, você pode se deparar com Casper em uma caverna ao norte de Darashia. O bobo da corte esta muitas vezes procurando por pessoas que estão dispostas a juntar-se aos ensaios espirituosos e desafiadores de Kurik.
Durante os dias no final de outubro e início de novembro, dizem que uma abóbora gigante assombra a cidade do deserto, a fim de espalhar o terror no coração daqueles que testemunham essa visão medonha.
Por todas estas razões, os aventureiros estão bem aconselhados a manter sempre em mente que o calor não é o único perigo que espreita no deserto.

Atrações Turísticas

map_darashia_big1

Clique para ampliar.

Darashia pode ser alcançada a partir de praticamente qualquer outra cidade do Tibia. Para um tour pela cidade, recomendamos que você viaje de navio. Quando você se aproximar do porto de Darashia (1) por barco, você poderá ver a neblina cintilante saindo do chão do deserto. É uma visão bastante intrigante.
A fim de ajudá-lo a adaptar-se, e para saciar a sua sede, use a fonte de parede com uma deliciosa água fresca que se encontra fora da Darashia’s villa (2). Este edifício de prestígio é muito procurado, por isso, se você pensa em mudar-se para Darashia, você provavelmente vai ter que se contentar admirando-o de fora.

Dirija-se ao sul do porto para comer na taverna de MiraiaEnlightened Oasis (3). É um lugar maravilhoso para passar o tempo assistindo as ondas e sentir a brisa do mar em seu cabelo. Se o calor desgastá-lo, mais cedo ou mais tarde, a praia adjacente é um bom lugar para um mergulho rápido.
A fim de continuar seu passeio pela cidade, siga para o oeste, passando por duas guildhalls enormes (4). Se você trouxe uma montaria com você, pode querer tratá-la com um pouco de comida e água no estábulo (5), no final da estrada. Caminhe para o norte para encontrar o banheiro dos sonhos (6). Este banheiro público é outra ótima oportunidade para relaxar após um longo dia, e sua piscina e sauna oferecem-lhe todo o conforto que você precisa.
Do outro lado da rua, um dos mais impressionantes locais de Darashia provavelmente já pegou o seu interesse: o Muhaydin (7). Você pode querer guardar a sua bagagem no porão da torre sagrada antes de subir ao seu topo. Certifique-se de apreciar a vista deslumbrante através do deserto. O padre Kasmir, um escolhido de Daraman, passa os dias lá na solidão e meditação, mas ele não se importa de partilhar algumas das suas idéias com as mentes curiosas. Se você sentir vontade de se tornar um filho de Darashia depois desta experiência, você também pode encontrar um portal de cidadania na torre.
Deixando o Muhaydin para trás, siga para o norte para chegar a um grande bazar (8) cheio de pequenas lojas de propriedade local. Este lugar é movimentado a maior parte do dia. Aventureiros com uma propensão para o risco e perigo podem ser até um ligeiro desvio. A sand wasp tower (9) permite que você dê uma olhada em como estes insetos venenosos vivem. Ainda assim, recomendamos que você não perturbe ou provoque-os ou roube sues preciosos favos de mel.

Fatos atuais sobre Darashia

  • Aproximadamente 1.2% de todos os tibianos residem em Darashia hoje em dia.
  • Apenas 21% dos Darashianos são do sexo feminino.
  • Os ensinamentos de Daraman obviamente não louvam o casamento uma vez que apenas 1.8% de todos os habitantes são casados.
  • O level médio dos que residem em Darashia é de 37 – em comparação: o level médio em Carlin é em torno de 21; em Thais 26; em Yalahar 77.
  • Como na maioria das outras cidades, a principal vocação de Darashia é o knight, com cerca de 31%. Com apenas 20%, paladin é a vocação menos representada.
  • 27% de todos os Darashianos são druids, 22% escolheram a vocação sorcerer.
  • Em comparação com Ab’dendriel, por exemplo, onde apenas cerca de 4% de todos os habitantes são promovidos, em torno de 38% de todos os Darashianos são de grau superior.

O proeminente edifício ao lado da torre de vespas é o palácio (10) do califa Kazzan. É um edifício impressionante, com um pitoresco jardim interior. Todo o palácio é recheado com valores exóticos para admirar. Além do próprio califa Kazzan, você pode conhecer alguns membros do seu pessoal doméstico, no pátio: por exemplo, o mestre em armas do califa,Razan, ou seu astrólogo ShalmarMuzir, o grande vizir do califa, não só cuida da imensa fortuna do califa, mas também oferece seus serviços para os mortais comuns.
Vamos para o sudeste do palácio para examinar o projeto arquitetônico da cidade mais profundamente (11). Em Darashia, você encontra principalmente edifícios com vários e espaçosos apartamentos, que compartilham um jardim ou um pátio interior com o outro. Paredes brancas de pedras brilhantes são adornadas com belos ornamentos e arcos curvados impressionantes, que convidá-o para os pátios para escapar do calor. As fontes de parede podem ser encontradas por toda a cidade para refrescar as pessoas. Ainda assim, os montes de areia e terra seca constantemente irão lembrá-lo do clima escaldante do deserto.
Atente-se ao serviço de tapete voador (12) em seu caminho de volta para o porto. Se você tiver uma licença de piloto para provar que você domina a arte de voar, Chemar Ibn Kalith está disposto a vender-lhe um tapete voador por uma bela quantia. Caso contrário, você terá que aceitá-lo como seu piloto. A fim de comprar uma lembrança de última hora, a loja de móveis abaixo do tapete mágico pode ter algo adequado para você. Antes de entrar a bordo do seu navio outra vez, pague o seu respeito a algumas das famílias prestigiadas de Darashia visitando seus jazigos na Eternal Catacombs (13).

Aproveite a sua estadia em Darashia!

  • author image
    Matheus
    maio 6, 2013 @ 11:48 am

    Muito bacana!

  • author image
    Raphael
    maio 6, 2013 @ 12:17 pm

    Minha house fica em Dara 😀

  • author image
    Mador
    maio 6, 2013 @ 12:25 pm

    Ótima cidade, principalmente para fins comerciais. De fácil locomoção, djinn Shops, eventos e locais de caça medianos. Apesar de morar em Edron, sempre passo por darashia… moh calor lá! ;p

  • author image
    Aiko
    maio 7, 2013 @ 10:42 am

    Otimo artigo, adoro quando eles trazem algo com um pouco de rpg, me faz ter vontade de voltar a jogar.

  • author image
    Liipe07
    maio 13, 2013 @ 12:20 pm

    beem legal

  • author image
    João Roberto
    maio 13, 2013 @ 22:26 pm

    Deveriam postar sempre artigos como este. 😀

Tv Epaminondas

Patrocínio

Curta a nossa página!